sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

História de Valores - Solidariedade

A Noite de Natal


Era uma vez uma menina chamada Mariana. Ela não tinha amigos, brincava sempre sozinha a fazer casas para os duendes.
Quando os meninos e meninas iam a sua casa a menina não lhes chamava amigos, mas sim visitas.
Os meninos e meninas troçavam de Mariana o tempo todo e ela sentia-se triste. Quando eles se iam embora ela ficava contente, porque gostava mais de estar sozinha.


Numa bela manhã, a menina estava empoleirada na varanda da sua casa e viu um rapazinho a passar no caminho. Mariana chamou o menino e perguntou-lhe se queria brincar com ela. O menino Bernardo aceitou.
Daí em diante todas as manhãs o menino ia brincar com a Mariana. A menina sentia-se muito feliz a brincar com o Bernardo.


Passado algum tempo, chegou o Natal. A mariana na Véspera de natal acordou e vestiu-se muito bem. Saiu do seu quarto e ouviu vozes de pessoas adultas na cozinha.
Nesse dia a menina não podia entrar na cozinha então foi à sala ver se a mesa já estava enfeitada.
A Mariana estava muito contente por ser Natal.


Chegou a noite…. E a Mariana pensou ir ao jardim, ver as estrelas, porque nos dias de festa eram diferentes.
Abriu a porta de casa e arrepiou-se, porque ali passava o frio. A menina estava feliz, porque a noite estava muito bonita. Voltou para casa e perguntou à sua empregada Amélia, que estava na sala, se o comer estava pronto.
Amélia era a cozinheira e a pessoa mais importante para a Mariana.
Quando Amélia se debruçou para falar com Mariana, viu-se dois perus recheados em cima da mesa.
Mariana perguntou a Amélia se o amigo Bernardo ia ter presentes, mas ela abanou a cabeça e disse que não.
A menina compreendeu porque a cozinheira era mais velha que ela e conhecia o mundo.


Entretanto chegaram os primos de Mariana e ela foi ter com eles. Assim começava o jantar de Natal.
Mariana pensava que Amélia se tinha enganado e que no dia seguinte o Bernardo contava-lhe tudo há cerca do seu Natal.
Quando acabaram de jantar foram todos sentar-se à volta da lareira. A mariana alegrava-se com os enfeites de Natal.
Um dos seus primos chamou-a para perto da lareira. E a menina começou a abrir as prendas.


Mais tarde, saíram todos de casa para ir à missa do galo. A menina e a Amélia foram as únicas que ficaram em casa.
A Mariana foi ter com a cozinheira e calou-se.

Passado algum tempo, a menina perguntou á cozinheira como teria sido o natal do Bernardo. E ela respondeu-lhe que o Natal do Bernardo foi um dia como os outros, comeu uma sopa e um pouco de pão e não recebeu prendas.


Mariana foi deitar-se… Mas quando olhou para as prendas e pensou eu tenho tantas prendas e o meu amigo não recebeu nenhumas. Posto isto decidiu ir dá-las ao Bernardo….E assim foi a Mariana vestiu o casaco e saiu de casa.
A menina andou por pequenos caminhos e chegou a muitos campos, mas como não sabia o caminho decidiu seguir uma estrela.
Enquanto caminhava… ouviu passou e assustou-se, eram três reis que também seguiam a estrela.


Caminhavam os quatro, de repente a estrela parou e por isso eles também pararam.
Mariana olhou em frente e viu…. O Bernardo a dormir alegre entre um burro, uma vaca e os anjos. Era assim o natal do Bernardo, iluminado pelos anjos.
A menina deixou ali as prendas e foi-se embora para casa muito feliz.


Fim

6 comentários:

João Abreu disse...

mto bom ;)t

Jefferson Jonathan disse...

Me arrepiei, sério

Annah' disse...

Adorei,acho que esse é o verdadeiro espirito de natal e solidariedade'

rebeca valendolf dos santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
laiane disse...

eu adorei essa história de solidariede q ela fez ,espero q outras pessoas pense omesmo.

thiago disse...

vc salvo minha vida ne um trabalho de portugues se não fossa por vc tinha bombado